segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Posse do Governo Provincial

Encerrou-se a Assembleia Eletiva da Província Maria Mãe dos Migrantes – Várzea Grande/MT e durante a Celebração Eucarística presidida por Padre Edson Sestari, o governo  eleito da Província Maria Mãe dos Migrantes – Várzea Grande – MT  tomou posse.  Assim constituído: Irmã Zenaide Ziliotto, Superiora Provincial e Irmã Zita Morandi – Primeira Conselheira, Irmã Ires de Costa e Irmã Lucilene Carolina de França, ambas Conselheiras que   assumem a animação da Vida Religiosa Consagrada e Missionária na Província por quatro anos. Na mensagem de conclusão Irmã Gloria Dal Pozzo, Superiora Provincial cessante agradeceu as conselheiras que fizeram parte da missão na animação da província com ela e, assim direcionou sua palavra à nova equipe: “Desejamos a vocês coragem e confiança na dinamização dos novos planos e programas da vida missionária Scalabriniana, segundo as orientações do XIII Capitulo Geral que nos impulsiona sempre mais a alargar os espaços de nossa tenda para outras instâncias  do carisma. Que este tempo seja também iluminado pelo mesmo espírito que viveu e testemunhou nossa Bem Aventurada Madre Assunta Marchetti no exercício de seu ministério”.
 A superiora provincial eleita também dirigiu sua palavra às irmãs, dizendo “ que confia na graça de Deus para o desempenho de sua  missão e conta com a colaboração de todas as irmãs da província.  Após a entrega da lamparina e o abraço fraterno para a Irmã Zenaide e Conselheiras, fez-se o agradecimento à Irmã Alda Monica Malvessi, facilitadora da Assembleia Eletiva pelo feliz desempenho de sua função conduzindo o processo de discernimento e eleição. A Província Maria Mãe dos Migrantes, na pessoa de Irmã Gloria Dal Pozzo, Superiora Provincial cessante, fez-se o envio de Irmã Rosa Maria Zanchin que a partir de janeiro de 2015, integrará a equipe de formação do projeto Noviciado Regional América Latina e Caribe, Potim, SP. Nossa gratidão a Congregação, através do Governo Geral, as Irmãs participantes da Assembleia e irmãs da Província, leigos Scalabrinianos e todos os amigos e amigas pelas inúmeras mensagens de comunhão. Várzea Grande-MT, 14 de Dezembro de 2014.Irmã Ana Paula Ferreira da Rocha e Irmã  Ana Maria Delazeri – mscs Comunicadoras da Assembleia

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Eleição do Governo Provincial


 No dia 12 de dezembro de 2014, Festa de Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira da America Latina e dos Povos Ameríndios,  a  Congregação das Irmãs  Missionárias  de  São Carlos Borromeo   Scalabrinianas – Província  Maria  Mãe dos Migrantes -  Mato Grosso – Brasil,   reunida em Assembleia Provincial,  elegeu a Superiora  e  o Conselho Provincial.Após momentos de reflexão e discernimento, fez-se a votação e dentre as candidatas, foi eleita Irmã Zenaide Ziliotto para superiora provincial e Irmã  Zita  Morandi,  Irmã Ires de Costa e Irmã Lucilene  Carolina de  França  conselheiras para os próximos quatro anos.

Desejamos  à  Irmã Zenaide e conselho  as luzes do Espírito Santo sobre esta nova missão á qual disseram  seu generoso sim a Deus á Congregação. 

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Irmãs Scalabrinianas em Assembléia Eletiva

Acontece de 10 a 14 de dezembro de 2014, em Várzea Grande – MT a Assembléia Eletiva, da Província Maria Mãe dos Migrantes.
A Superiora Provincial,  Irmã Glória Dal Pozzo, acolheu as vinte e nove ( 29) irmãs, a facilitadora, Irmã Alda  Monica Malvessi e,  invocando as luzes do Espírito Santo declarou aberta a Assembleia.
 Na  mensagem enviada por Irmã Neuza de Fátima Mariano, superiora geral e conselho, assim manifestou sua comunhão e saudação: “ É com alegria que saudamos com  carinho cada uma de vocês reunidas neste evento! Queridas irmãs, a Assembleia  é  um momento de graça para a Província, tempo de retomada, de programação e de novas perspectivas. E, acima tudo, é tempo de manifestação da presença do Espírito Santo!  Sendo essa  assembleia  eletiva, se reveste de um significado e importância ainda maior, cujo principal é o de “ eleger  a Superiora Provincial  e as Conselheiras, segundo o processo  de discernimento aprovado”.
A facilitadora, Irmã Alda Monica Malvessi – mscs,  explicou o procedimento para a Eleição, em Assembléia Eletiva,  da  Superiora provincial e Conselho, orientou  o processo de discernimento e esclareceu as duvidas das participantes.
Em seguida dedicou-se um tempo de interiorização  pessoal  e reflexão sobre a vida de   Madre Assunta Marchetti.  As atividades  deste inicio da assembléia  foram concluídas  com a Adoração ao Santíssimo Sacramento  e entrega da relíquia de Madre Assunta.
Irmã Ana Paula Ferreira da Rocha e Irmã Ana Maria Delazeri
Comunicadoras da Assembleia



sábado, 29 de novembro de 2014

Religiosos fazem abertura do Ano da Vida Consagrada, na Regional de Cuiabá-MT

As religiosas e religiosos de Várzea Grande e Cuiabá, se reunirão, na Igreja São Gonçalo do Porto, (salesianos) em Cuiabá-MT, às 17h do próximo sábado dia 29 para  a abertura do Ano da Vida Consagrada com  Celebração Eucarística dinamizada pelas religiosas.  A CRB/nacional - CONFERÊNCIA DOS RELIGIOSOS DO BRASIL realizará várias atividades em várias regionais ou núcleos de religiosos como abertura ao ano da Vida Consagrada. De  acordo com o prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, do Vaticano, dom João Cardeal de Aviz, os religiosos devem celebrar este momento em três perspectivas, amplas, que, segundo ele, inspiram um caminho positivo.  “Para o passado,  uma memória grata;  para o futuro, a confiança na fidelidade de Deus;  para o presente, uma entrega apaixonada à nossa vocação”
Durante o ano de 2014, o Vaticano propôs aos religiosos e religiosas espalhados em missão pelo mundo, o estudo e aprofundamento sobre a Vida Consagrada  através de duas cartas circulares que versam sobre o tema: ‘Alegrai-vos’, por meio do qual, o Papa Francisco convocou os consagrados e consagradas a cultivarem no cotidiano de suas vidas, a alegria, sinal de uma vida realizada e feliz, consequência de verdadeiro e profundo encontro com o Senhor. “A alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. Com Jesus Cristo, nasce e renasce sem cessar a alegria” (Evangelii Gaudium).No Vaticano, a abertura se inicia com uma vigília de oração,  no  sábado 29, às 19h,  na Basília de Santa Maria Maior, seguida da Celebração Eucarística no domingo, às 10h, na Basílica de São Pedro.



quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Scalabrinianas no VII Congresso Mundial

Acontece em Roma de 17 a 21 de novembro o VII Congresso Mundial da Pastoral dos Migrantes, com o tema "Cooperação e desenvolvimento na pastoral das migrações".
O cardeal Antonio Maria Vegliò, presidente do Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e Itinerantes destacou que, "embora possa parecer uma frase evidente", a migração "continua sendo um sinal dos tempos que influencia profundamente as nossas sociedades e que, numa época de mudanças rápidas e sem precedentes, traz consigo potencialidades e riscos". As migrações propõem desafios específicos devido aos seus diferentes problemas de natureza social, econômica, política, cultural e religiosa, bem como por causa das diversas emergências que interpelam a comunidade internacional, disse o cardeal. O purpurado ressaltou que "o fato de muitos migrantes se deslocarem apesar dos persistentes obstáculos" demostra certa "incompatibilidade entre os enfoques restritivos e um mundo que avança para uma liberalização maior de outros fluxos". Tal incoerência pode ser considerada "responsável pelo grande número de imigrantes sem documentação e pela aparição de áreas de trânsito migratório em diferentes partes do mundo, além de ser terreno fértil para diversos crimes graves contra os direitos humanos, como o tráfico de pessoas através das fronteiras". A este propósito, o cardeal alertou contra a tendência a se ver o estrangeiro migrante com temor. "Em vez de acolhimento e solidariedade, os movimentos migratórios suscitam receio e hostilidade, desconfianças e preconceitos", declarou.
Vegliò se perguntou quais são os aspectos que mais se impõem para uma leitura cristã do fenômeno da migração por motivos de trabalho. Deste modo, enfatizou que o tema deste encontro evidencia dois caminhos a seguir: "a cooperação e o desenvolvimento, na perspectiva específica da solicitude pastoral".

Em relação à cooperação e ao desenvolvimento, o purpurado falou do aspecto positivo do fenômeno da migração, inclusive no campo do trabalho, e dos grandes benefícios de se "investir em novas forças criativas e produtivas que podem ser de indiscutível utilidade para o desenvolvimento. A inserção dos migrantes no setor produtivo dos países de acolhida tem a capacidade de criar riquezas para os próprios países e, ao mesmo tempo, pode oferecer oportunidades de formação, informação, trabalho e retribuição para os migrantes". Estes podem assim compartilhar com seu país de origem uma parte importante dos benefícios que recebem no país de acolhida. O cardeal recordou que não se deve confundir o desenvolvimento apenas com o crescimento econômico e com outros indicadores financeiros. O verdadeiro desenvolvimento de uma sociedade ou de um país exige não só mudanças econômicas e estruturais, mas mudanças profundas no âmbito social e político. Ele também destacou que são necessárias políticas migratórias "que considerem os migrantes não só como instrumentos de atração ou de expulsão, mas como pessoas que devem ter garantidos todos os seus direitos e todos os efeitos que derivam da residência e da cidadania".
Antonio Maria Vegliò também observou que os migrantes não têm somente necessidades materiais, mas espirituais, às quais "a Igreja é chamada a responder através de um cuidado pastoral integral que representa uma específica área de ação dentro da pastoral ordinária". O ponto de partida é sempre, concluiu, "a compreensão da situação dos migrantes em todas as suas dimensões, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja".


(Cidade do Vaticano, 18 de Novembro de 2014 pela redação do Zenit.org)

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Brasil tem primeira Igreja do mundo dedicada à beata Assunta Marchetti

Uma Celebração Eucarística celebrada na cidade de Mirassol, interior de São Paulo, na tarde deste domingo, 09, marcou o início da construção de uma capela em homenagem a beata Assunta Marchetti, recém-beatificada na Catedral da Sé, São Paulo, no último dia 25 de outubro. O terreno, pertencente a paróquia Santa Rita, no Parque das Flores,  onde será erguida a Igreja, ficou lotado de fieis, entre eles, religiosas de diferentes congregações, padres diocesanos vindos, em caravanas, das cidades de , como Fernandopolis, São José do Rio Preto, Monte Alto, São Paulo-SP, Santo André e Itapuí, Monte Alto e Brasília-DF.
A razão da ereção da Igreja, é o fato de que Assunta Marchetti viveu doze anos na cidade, trabalhando na Santa Casa de Misericórdia junto a outras três Irmãs, a serviço dos doentes, dos pobres e necessitados da cidade. Ali, a beata realizou o seu último trabalho missionário, de 1935 a setembro de 1947, vindo a falecer no Orfanato da Vila Prudente - SP, em julho de 1948.
A Celebração Eucarística foi presidida pelo bispo da Diocese de São José do Rio Preto, dom Tomé Ferreira da Silva que, na homilia ressaltou as virtudes heróicas da – denominada por ele – ‘beata de Mirassol’. Lembrou que as Irmãs foram trazidas para a Santa Casa a pedido de Dom Lafaete Libânio. “ Madre Assunta fazia não só os seus deveres e as suas obrigações mas oferecia-se  e fazia de fato o trabalho de outras irmãs para que elas pudessem descansar um pouco, fazia trabalhos de outros funcionários para que repousassem e não se dava o direito de repouso”, disse.“Hoje reconhecida como bem-aventurada e a diocese de Mirassol fica com a sua relíquia. É  como se ela voltasse para esta cidade, para a Santa Casa e viesse espiritualmente fortalecer-nos constantemente  para que a santidade de nossa vida possa suscitar outros filhos de Deus, outros amigos de Jesus cristo”.
O padre Vanderlei Moncegatti, a beatificação de Assunta Marchetti  é uma mensagem que recorda que todos tem a possibilidade de viver a santidade, assim como a beata viveu. “Para mim como cristão e como padre é uma benção  ter alguém que pisou no nosso chão, na nossa terra, na nossa cidade, cuidou das nossas crianças, dos nossos doentes, dos nossos mendigos e ser proclamada, elevada aos altares da Igreja”.  Afirmou ainda que “está sendo uma experiência de Deus muito linda, acrescentou. Os fiéis estão trabalhando entusiasmados por saberem que ali vai nascer uma Igreja para a beata Assunta”. “Hoje, além de nos reunirmos para fazer o lançamento da pedra fundamental da capela dedicada à bem-aventurada Madre Assunta, nos reunimos também pra acolher a relíquia do seu corpo santificado, a qual poderá ser visitada e venerada aqui nesta Paróquia”, afirmou a Superiora Provincial da Província Nossa Senhora Aparecida, das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo-Scalabrinianas, Irmã Sandra Maria Pinheiro.
O prefeito de Mirassol, José Ricci Júnior. esteve presente na Celebração e confirmou, em público, tornar realidade o sonho do povo de Mirassol: reestruturar a Capela do Hospital que permanece intacta em meio à Santa Casa em ruínas.“Farei um projeto de lei para que seja reestruturada e conservada como patrimônio histórico, a Capela da Santa Casa de Misericórdia onde viveu Madre Assunta”, prometeu.

Ao final da Celebração o buraco aberto para, simbolicamente ser colocada a pedra fundamental foi abençoado e incensado e, em seguida foram depositados ali um tijolo(representando a construção ou pedra fundamental), uma pasta contendo os documentos da compra do terreno, um exemplar de jornal contendo notícias sobre o assunto e a ata da Celebração Eucarística). O buraco foi lacrado, posteriormente, cimentado, o que manterá toda essa documentação no interior da Capela após construção.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

MIGRANTES E IRMÃS SCALABRINIANAS NA BEATIFICAÇÃO DE MADRE ASSUNTA MARCHETTI.

No dia 25 de outubro próximo, na Catedral Metropolitana de São Paulo, terá lugar a celebração eucarística na qual será beatificada (reconhecida como Bem-aventurada) a venerável Madre Assunta Caterina Marchetti, co-fundadora das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo- Scalabrinianas.Madre Assunta nasceu em Lombrici di Camaiore, Lucca, Itália, no dia 15 de agosto de 1871. Como tantos outros missionários a serviço dos migrantes, sob a inspiração do Bem-aventurado Dom João Batista Scalabrini, bispo de Piacenza, e a pedido de seu irmão Pe. José Marchetti, em 27 de outubro de 1895 Madre Assunta embarcou no porto de Gênova com destino ao Brasil.
Em São Paulo e no Rio Grande do Sul, trabalhou junto às comunidades e famílias de migrantes, dedicando-se de forma particular aos órfãos do Orfanato Cristovão Colombo, na cidade de São Paulo, Ipiranga e Vila Prudente. Sua vida representa um testemunho de doação não somente àqueles que estavam privados da própria pátria, mas também aos doentes, ao pequenos, aos últimos e aos mais necessitados – como costuma dizer o Papa Francisco!
“Lúcida e serena”, faleceu em 1º de julho de 1948 no Orfanato Cristovão Colombo, nas dependências da casa de Vila Prudente. “Faltava-lhe pouco mais de um mês para cumprir 77 anos, tendo há pouco retornado à convivência de seus amados órfãos”. No dia 7 de setembro de 2010, a Congregação para a causa dos Santos reconhece as virtudes heróicas da Serva de Deus Madre Assunta. Quanto ao decreto de tal reconhecimento, foi promulgado pelo então Papa Bento XVI no dia 19 de dezembro de 2011.A vida e obra de Madre Assunta, no contexto da Revolução Industrial e das migrações históricas no final do século XIX e início do século XX, enquadra-se perfeitamente na sensibilidade da Igreja para com a chamada “questão social”. Entre tantos testemunhos, estão os “santos sociais”, fundadores e fundadoras de novos institutos religiosos e leigos, com um caráter marcadamente apostólico. Em igual contexto, vem à luz a Carta Encíclica Rerum Novarum, de Leão XIII, publicada em maio de 1891, documento inaugural da Doutrina Social da Igreja.
O mesmo se pode afirmar de seu irmão José Marchetti  e de Dom J. B. Scalabrini, considerado  “pai e apóstolo dos migrantes”. Através deste último, a Igreja recebeu a intuição do carisma scalabriniano: presença evangélica no mundo das migrações. As três figuras deixam um rastro de pegadas inconfundíveis de ardor missionário, com destaque particular no campo da mobilidade humana em todos os seus aspectos.
Testemunhas de ontem, inspiração para os discípulos missionários de hoje, no convite do Documento de Aparecida a retomar com toda força o entusiasmo pela nova evangelização. Os deslocamentos humanos continuam envolvendo milhões de pessoas em todo mundo e em todas as direções. Mais do que nunca, os migrantes se põem simultaneamente em fuga e em busca: sonham, lutam, caminham e esperam... Juntamente com Dom Scalabrini e Pe. José Marchetti, Madre Assunta constitui uma referência para o trabalho com os migrantes, refugiados, prófugos, itinerantes...
Roma, Itália, 14 de outubro de 2014
Pe. Alfredinho Gonçalves,-scalabriniano.


sexta-feira, 10 de outubro de 2014

o intercâmbio de boas práticas

EM BRASÍLIA, ENCONTRO REÚNE ENTIDADES DO PAÍS PARA DEBATER A PROTEÇÃO A REFUGIADOS E MIGRANTES
  Publicado em 08 de Outubro 2014
Para promover o intercâmbio de boas práticas e a superação de desafios enfrentados na atenção a migrantes e refugiados que vivem no Brasil, o Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH) e o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), em parceria com a Organização Internacional para as Migrações e o Setor Pastoral da Mobilidade Humana da Comissão Nacional dos Bispos do Brasil, realizam nos dias 8 e 9 de outubro o X Encontro Nacional das Redes de Proteção.
O evento acontecerá no Centro Cultural de Brasília e reunirá mais de 40 entidades que trabalham com a temática em todo o país e atuam em diferentes partes do território nacional. Vale destacar que o Brasil está recebendo expressivos fluxos tanto de refugiados quanto de imigrantes, o que demanda cada vez mais a implementação de políticas públicas, assim como a atuação articulada e integrada das entidades da sociedade civil, atentas à acolhida e integração destas pessoas que vêm em busca de proteção, trabalho e vida com dignidade.
Com o tema “Rede Solidária para Migrantes e Refugiados (RedeMiR): Fortalecimento e Avanços”, o encontro deste ano debaterá e aprovará um conjunto de propostas concretas para se avançar na proteção a refugiados e migrantes em território nacional.
A abertura do X Encontro Nacional das Redes de Proteção acontecerá nesta quarta-feira (08) com palestras do representante do ACNUR no Brasil, Andrés Ramirez, do diretor do Departamento de Estrangeiros do Ministério da Justiça, João Guilherme Granja, e do advogado da Caritas Arquidiocesana do Rio de Janeiro, Fabrício Toledo de Souza sobre o tema “Cartagena +30” – um processo de consultas que envolve governos e entidades da sociedade civil de toda a América Latina e Caribe em torno do 30º aniversário da Declaração de Cartagena sobre os Refugiados.
Ainda no primeiro dia, haverá a exposição “Novos fluxos migratórios”, com o oficial regional de Desenvolvimento de Projetos da Organização Internacional para as Migrações (OIM), Jorge Peraza. O presidente do Conselho Nacional de Imigração (CNIg), Paulo Sérgio de Almeida, apresentará as ações do órgão, vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego, diante dos novos fluxos migratórios para o Brasil. O evento será concluído nesta quinta-feira (09), com a apresentação das propostas de ação.
O “X Encontro Nacional das Redes de Proteção” conta com o apoio do Comitê Nacional para os Refugiados (CONARE), do Ministério da Justiça.
X Encontro Nacional das Redes de Proteção  Data: de 08 a 09/10

Local: Centro Cultural de Brasília (SGAN, Av. L2 Norte, quadra 601 – Módulo B)

domingo, 5 de outubro de 2014

“Os desafios pastorais da família, no contexto da evangelização”.

Nesta manhã,dia 05 de outubro, com a celebração eucarística na Basílica de São Pedro, inauguramos a Assembleia Geral Extraordinária do Sínodo dos Bispos. Descrevemos alguns pensamentos ditos pelo papa Francisco  na homilia  de abertura. O «sonho» de Deus é o seu povo: Ele plantou-o e cultiva-o, com amor paciente e fiel, para se tornar um povo santo, um povo que produza muitos e bons frutos de justiça.

 Os padres sinodais provenientes de toda parte do mundo, junto comigo, viverão duas intensas semanas de escuta e de diálogo, fecundados pela oração, sobre o tema “Os desafios pastorais da família no contexto da evangelização”.
 O Evangelho fala, A  vinha do Senhor é o seu «sonho», o projeto que Ele cultiva com todo o seu amor, como um agricultor cuida do seu vinhedo. A videira é uma planta que requer muitos cuidados! Mas, tanto na antiga profecia como na parábola de Jesus, o sonho de Deus fica frustrado. Isaías diz que a vinha, tão amada e cuidada, «produziu agraços» (5, 2.4), enquanto Deus «esperava a justiça, e eis que só há injustiça; esperava a retidão, e eis que só há lamentações» (5, 7). Por sua vez, no Evangelho, são os agricultores que arruínam o projeto do Senhor: não trabalham para o Senhor, mas só pensam nos seus interesses.Através da sua parábola, Jesus dirige-se aos sumos sacerdotes e aos anciãos do povo, isto é, aos «sábios», à classe dirigente. Foi a eles, de modo particular, que Deus confiou o seu «sonho», isto é, o seu povo, para que o cultivem, cuidem dele e o guardem dos animais selvagens. Esta é a tarefa dos líderes do povo: cultivar a vinha com liberdade, criatividade e diligência. Mas Jesus diz que aqueles agricultores se apoderaram da vinha; pela sua ganância e soberba, querem fazer dela aquilo que lhes apetece e, assim, tiram a Deus a possibilidade de realizar o seu sonho a respeito do povo que Ele escolheu.
Nós somos todos pecadores e também nos pode vir a tentação de «nos apoderarmos» da vinha, por causa da ganância que nunca falta em nós, seres humanos. O sonho de Deus sempre se embate com a hipocrisia de alguns dos seus servidores. Podemos «frustrar» o sonho de Deus, se não nos deixarmos guiar pelo Espírito Santo. O Espírito dá-nos a sabedoria, que supera a ciência, para trabalharmos generosamente com verdadeira liberdade e humilde criatividade.

Irmãos sinodais, para cultivar e guardar bem a vinha, é preciso que os nossos corações e as nossas mentes sejam guardados em Cristo Jesus pela «paz de Deus que ultrapassa toda a inteligência» (Flp 4, 7). Assim, os nossos pensamentos e os nossos projetos estarão de acordo com o sonho de Deus: formar para Si um povo santo que Lhe pertença e produza os frutos do Reino de Deus (cf.Mt 21, 43).



terça-feira, 2 de setembro de 2014

Setembro o mês da bíblia

 O tema proposto para o Mês da Bíblia de 2014 é
“Discípulos missionários a partir do Evangelho de Mateus”, partindo das prioridades do Projeto de Evangelização “O Brasil na Missão Continental” e dos aspectos fundamentais do processo de discipulado: o encontro com Jesus Cristo, a conversão, o seguimento, a comunhão fraterna e a missão. O lema indicado pela Comissão Bíblico-Catequético da CNBB é “Ide, fazei discípulos e ensinai” (cf. Mt 28, 19-20). Incentiva-se a leitura e o estudo da Bíblia. Nas celebrações ela ocupa lugar de especial destaque e os grupos de reflexão trabalham no sentido de ligar mais os textos lidos com a vida. Quando ouvimos a palavra “bíblia”, logo pensamos em Palavra de Deus. Esta é a idéia mais difundida e popular da Bíblia. Ela é de fato a Palavra de Deus, a comunicação de sua vontade e da sua
Irmãs Scalabrinianas  do Centro-oeste em oração.
presença libertadora para todos aqueles que a procuram com sede e fome de vida mais plena. Fazer do Evangelho uma expressão da nossa fé, fazer da nossa fé, atitude de vidas que levem a outros também a seguirem a Jesus, a se comprometerem com ele, assim como nós nos comprometemos.
Rezar a Palavra com atitude de fé. "Foi a Palavra que fez em mim o que hoje  sou. É a Palavra que cria para mim, hoje, a possibilidade de fazer o que faço. Tenho a certeza de que ela ainda tem muito a fazer em mim… E eu quero que faça. Peço que faça. A Palavra de Deus é clara como o sol que temos durante o dia." No Evangelho de Mateus, vendo as propostas de Jesus:, aquele que escuta que conhece que medita e que reza, ele procure viver aquilo que o Evangelho propõe de uma forma dinâmica, criativa e fiel ao ensinamento da Palavra de Deus através do Evangelho de Mateus.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

15 de agosto- Fundação da Província MMM

O legado de Dom João Batista Scalabrini,
Aos migrantes Italianos em busca de nova Vida.  Marcados pelo consternação num
 tempo de pós-guerras, acompanhou o futuro promissor das novas terras nas Américas
O fundamento Evangélico de Jesus Cristo
“ era migrante e tu me acolheste! ( cf. MT.25,35)
Motivou a muitos(as) Seguidores(as)
Que espelhados em realidades diferentes do mundo.
Foram testemunhas de ser migrante com os migrantes.


Chamadas a esta missão, Irmãs Missionárias Scalabrinianas, Partiram para novas fronteiras centro-oeste e norte do Brasil, Caminhando com os migrantes fizeram emergir mudanças Congregacionais.
Foi uma nova Aurora Congregacional que em 1991, Criou-se a nova Província Maria, Mãe dos Migrantes.
Que hoje celebra  seus  23 anos de existência.
Alegremo-nos porque Deus no seu amor e generosidade
Partilhou conosco, criaturas cheias de vontade e criatividade,
A perseverança  e  a coragem do anuncio  do Evangelho
Aquecendo o coração destas “peregrinas” com a luz e a esperança
Junto aso migrantes , imigrantes e refugiados.
 Na beleza de nossa Consagração ao Senhor
Na solidariedade e doação de vida
Aos mais necessitados e  em situação de vulnerabilidade. Rendemos Graças a Deus!.
Irmã Rosa Maria  Zanchin, mscs.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Encontro de Pastoral de Mobilidade Humana

Realizou-se, em Assis Brasil, Acre, o 1º Encontro de Pastoral da Mobilidade Humana das três fronteiras, com o tema “Situação Migratória na Tríplice Fronteira” – BOLPEBRA (Bolívia, Peru e Brasil). Participaram 45 pessoas, dos três países. O Encontro, realizado nos dias 31 de julho a 2 de agosto de 2014, foi promovido pela Pastoral de Mobilidade Humana da Bolívia, pelos Padres Jesuítas e pelas Irmãs Catequistas Franciscanas que atuam em Assis Brasil e contou com a colaboração do Setor Pastoral da Mobilidade Humana da CNBB. Estiveram presentes, durante todo o encontro, Dom Joaquin Pertinez, Bispo da Diocese de Rio Branco (Brasil), Mons. Eugenio Coter, Bispo do Vicariato Apostólico de Pando (Bolívia) e Pe. Daniel Wankun Vigil, Vigário Geral Do vicariato de Puerto Maldonado (Peru) e Ir. Rosita Milesi, do Setor P.M.H. da CNBB.

Na proposta de organização do encontro, visando esta aproximação entre as dioceses nesta tríplice fronteira, entre as motivações que levaram à iniciativa está a de que “os países limítrofes integrados por seus governos, sociedade civil e igreja, ainda não puderam articular ações de comunicação para conhecer as situações de vulnerabilidade da população em situação de mobilidade humana, assim como não se tem claramente identificados objetivos e linhas de ação correspondentes a enfrentar e superar estas dificuldades e vulnerabilidades da população em trânsito por estas fronteiras. Assim, como igreja, é necessário gerar espaços de encontro e unir esforços, para visibilizar a temática e articular ações interinstitucionais de atenção, apoio, assistência e orientação a esta população vítima de violação de seus direitos.” Leia o artigo completo na página Ação Pastoral deste Blog.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

As vocações na Igreja.

No mês de agosto toda a Igreja se volta para esta realidade do chamado de Deus na vida humana, a vocação divina – o chamado divino na vida de cada pessoa. o chamado cristão tem formas diversas no estado de vida de cada um. Alguns são chamados pelo Senhor para o serviço pastoral em sua Igreja: no dia 4 de agosto comemora-se o DIA DO PADRE. São chamados pelo Senhor a participar de seu pessoal pastoreio no meio do Seu Povo. No dia 10 segundo domingo de agosto celebra-se o DIA DOS PAIS, é uma participação da pessoa humana no Amor e Poder Criador de Deus que gera seus filhos e filhas, faz existir a comunhão na família. No domingo dia 17 celebra O DIA DOS CONSAGRADOS NA VIDA RELIGIOSA. Vocações muito diversificadas de total consagração da vida a Deus para o amor indiviso e incondicional a Deus ao serviço dos irmãos. Dia 15 de agosto celebramos o Dia da Assunção de Maria aos céus, solenidade que aqui no Brasil é transferida para o domingo seguinte. Também celebração 23 anos de existência de nossa Província Maria, Mãe dos migrantes. No dia 24 domingo, ressalta-se a vocação dos cristãos dedicados à evangelização na vida leiga, na catequese eclesial, no testemunho no mundo. Todos os discípulos e discípulas de Cristo são aqui lembrados em sua vocação de evangelizadores – DIA DOS CATEQUISTAS.

sábado, 19 de julho de 2014

Reavivar o Dom de Deus e manifestar o Espírito!

Nós, Irmãs da Província Maria, Mãe dos Migrantes estivemos vivendo um tempo de Graça, e celebração do ANO DE BEATIFICAÇÃO de MADRE ASSUNTA, cofundadora da Congregação IMSCS.

Realizou-se nos dias 03 a 14 de julho, um encontro intensivo das Irmãs,  exortadas a “reavivar o Dom de Deus, e, manifestar o Espírito em vista do bem de todos”( !Cor.12,7), numa atitude de escuta atenta aos apelos do Espírito de Deus, na Leitura Orante da Sua Palavra, no repasse do XIII Capítulo Geral, na partilha de nossas atividades missionárias e preparando a Província para a realização do VIII  Capítulo Provincial a ser realizado  em dezembro de 2014.  

Num clima de esperança, fé e desafios, reencantadas por  Jesus Cristo, animadas em potencializar  a itinerância missionária ,onde o foco do Carisma  Scalabriniano nos Chama. Voltamos para nossas comunidades fortalecidas e ousadas para  proclamar  a Boa Nova do Reino, junto aos migrantes, refugiados e  o povo de Deus mais  pobre e necessitado.

 Obrigada por todos(as) que fizeram orações e unidade conosco!

quinta-feira, 17 de julho de 2014

imigração de crianças.

 
Cidade do México - (RV) - Os Bispos dos Estados Unidos, El Salvador, Guatemala e Honduras, fizeram uma declaração conjunta sobre a crise das crianças migrantes. Um aspecto importante da declaração é o “empenho comum para erradicar as causas estruturais da emigração irregular dos menores, criando programas de desenvolvimento social e econômico nas comunidades de origem, como projetos de reabilitação e de reinserção social.” O documento foi emitido após o encontro dos representantes do Episcopado dos Países Centro Americanos, envolvidos no grave problema.
A declaração, publicada nesta quinta-feira, 10, na Cidade do México, reforça a “Declaração Extraordinária de Manágua”, na qual os países membros da Conferência Regional sobre a Imigração (Belize, Canadá, Costa Rica, El Salvador, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá e República Dominicana), reconheceram a responsabilidade regional e estão empenhados a implementar medidas globais e articuladas, com o objetivo de garantir da melhor forma os interesses das crianças e dos adolescentes. Também almejam valorizar a unidade familiar; difundir informações precisas sobre os perigos da viagem e sobre o fato de que não existem vistos para aqueles que chegam aos Estados Unidos. O documento também defende ações contra os grupos criminosos organizados para o tráfico ilícito e a exploração de seres humanos e a melhora das práticas migratórias. Leia mais...

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Leigos Missionários Scalabrinianos- "Peregrinos na Esperança"

Com alegria realizamos mais um encontro de formação e planejamento com os membros do Núcleo de Leigos Missionários Peregrinos na Esperança. Neste dia em que se encerrara a 29ª Semana do Migrante, cujo tema este ano foi Migração e Liberdade, e lema Migrar é direito: Tráfico é Crime, realizamos um encontro sobre a Espiritualidade Scalabriniana que nos compromete a assumirmos o compromisso com a vida do migrante nas mais diferentes dimensões da existência humana. O testemunho dos Leigos, seu esforço em acreditar na causa foi marcante. O Evangelho é sempre “boa nova”,  porém não vai ter nova evangelização sem a disponibilidade dos evangelizadores a se deixarem evangelizar,  para se tornarem fortes na fé e na esperança, perseverantes como discípulos missionários.  Parabéns aos LMS que  convictos se dedicam  a viver a espiritualidade que lhe dá forças no cotidiano.

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Migração e Liberdade. 29º Semana do Migrante

informação e formação  na rodoviária de Cuiaba-MT
Com o tema “Migração e Liberdade” e o lema “Migrar é direito. Tráfico humano é crime!”, a 29ª Semana do Migrante nos oferece uma oportunidade importante para refletir, questionar e fazer ações de prevenção, denúncia e de resgate da dignidade e cidadania das muitas pessoas que são aliciadas e se tornam vítimas do tráfico humano. A imagem do cartaz faz pensar na migração como direito e ato de liberdade, enquanto que o tráfico de pessoas é prática que viola a dignidade humana, escravizando, explorando e atingindo, em sua maioria, mulheres, jovens e crianças, para atividades sexuais forçadas, remoção de órgãos e trabalho escravo, degradante ou em condições ilícitas e precárias. Cientes desse cenário de dor, temos o compromisso ético de reivindicar políticas públicas e garantia de meios para que essas pessoas sejam resgatadas, acolhidas e reinseridas na família e na sociedade. Migrar é direito, traficar pessoas é um crime, um problema social grave e, lamentavelmente, uma prática em muitos países e “uma vergonha para as nossas sociedades que se dizem civilizadas”, como afirmou o Papa Francisco.

sexta-feira, 13 de junho de 2014

"Ninguém vence sozinho, nem no campo, nem na vida!" Papa Francisco.



Irmãos e Irmãs SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE Celebrar a Trindade é celebrar o mistério de DEUS-AMOR, que se revelou como tal na história da Salvação, sobretudo na história e na vida de Jesus. Peçamos a Deus que nossas famílias, Comunidades, Igrejas e Congregações, sejam cada vez mais a imagem viva da Trindade, onde cada pessoa respeita o/a outra. O acolhe, a ele se doa, realizando a perfeita comunhão.
Copa do Mundo “ um recado que nos é dado”

O futebol pode e deve ser uma escola para a construção de uma “cultura do encontro”, que permita a paz e a harmonia entre os povos. E aqui vem em nossa ajuda uma segunda lição da prática esportiva: aprendamos o que o “fair play” do futebol tem a nos ensinar. Para jogar em equipe é necessário pensar, em primeiro lugar, no bem do grupo, não em si mesmo. Para vencer, é preciso superar o individualismo, o egoísmo, todas as formas de racismo, de intolerância e de instrumentalização da pessoa humana.  Dignidade e Paz, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), as arquidioceses vão promover ações contra o tráfico humano, evangelização de usuários de drogas e ações em prol dos moradores de rua. Possa esta Copa do Mundo transcorrer com toda a serenidade e tranquilidade, sempre no respeito mútuo, na solidariedade e na fraternidade entre homens e mulheres que se reconhecem membros de uma única família. Muito obrigado!

sexta-feira, 6 de junho de 2014

“Ele vos batizará com o Espírito Santo” Mc 1,8

“Não há maior liberdade do que a de se deixar conduzir pelo Espírito, renunciando a calcular e controlar tudo e permitindo que Ele nos ilumine, guie, dirija e impulsione para onde Ele quiser. O Espírito Santo bem sabe o que faz falta em cada época e em cada momento.” (Papa Francisco). O Senhor quer derramar o Espírito Santo. Ele quer usar de nós para isso. Somos o Ezequiel de hoje, que profere o oráculo. Somos Pedro, que diz a palavra profética. Somos enviados como a seu templo, que lhe pertence, que lhe é consagrado.

Irmã Maria Tonello  foi enviada na celebração  da novena de pentecostes recebeu o envio missionário, pela comunidade da sede provincial, para  sua nova Missão na comunidade Missionária Cristo Rei em Caldas Novas-GO.  A superiora provincial Irmã Glória Dal Pozzo, no envio proferiu as palavras de  fortaleza e de que enriquecidas dos Dons do Espírito.” Próprio do amor é dar dons, mas seu primeiro dom, é o próprio amor.-....nisto saberemos que nele permanecemos e ele em nós, porque nos deu o seu Espírito”(1Jo.4,13). O dom de Pentecostes renova-se, cada dia, na vida da Igreja. O Espírito, ontem como hoje, não permite que os cristãos cruzem os braços diante do mundo a ser evangelizado.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  



terça-feira, 27 de maio de 2014

Junho Mês celebrativo

Iniciaremos no domingo, dia 1º de junho, com a celebração do Bem aventurado João Batista Scalabrini, “Pai e apóstolo dos migrantes” fazendo um dia de convivência fraterna, colocando em comum os dons que temos para acolher, rezar e alertar para a problemática do tráfico de pessoas.  Outros momentos forte de Vivência, de celebração junto aos migrantes e comunidades. Semana do migrante 15 a 22 de junho.
Encontros estes que exigem escuta compreensão, abertura, reconhecimento da alteridade. Só assim a harmonia representa não um simples verniz exterior sobre tensões e conflitos latentes, e sim um espaço para um processo de depuração e purificação de ambas as partes. Não a paz de cemitério, mas o entrelaçamento de ideias. O encontro não se limita a uma justaposição ou convivência pacífica de grupos, povos, raças ou etnias, como água e azeite, mas é capaz de superar a tolerância e dar lugar ao respeito. Vale dizer, a verdadeira harmonia abre um processo de profunda aprendizagem e mútuo enriquecimento. Entendimento entre visões heterogêneas, plurais, multiétnicas – bem diverso de uniformidade padronizada e homogênea. No intercâmbio, os valores se fundem e se multiplicam (e não apenas se somam), ampliando os horizontes do patrimônio cultural da humanidade.


sábado, 10 de maio de 2014

1º Congresso sobre mobilidade humana na América Latina e Caribe

Acontecerá o primeiro Congresso sobre mobilidade humana na América Latina e Caribe, dias  12 a 16 de maio, no Panamá.  Evento foi organizado por diversos grupos católicos que trabalham há tempos no Serviço pastoral de: A congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo- Scalabrinianas, CELAM, Apostolado do Mar, Pastoral dos Migrantes e Refugiados e Pastorais da Mobilidade Humana do Panamá, International Migration Network Scalabrini, Pastoral dos Migrantes- Departamento da justiça e solidariedade - CELAM, Secretaria latino-americana de Pastoral Social.
 O Congresso vai dedicar a atenção no reconhecimento, defesa, promoção da vida, direitos e dignidade das pessoas em situação de mobilidade. Da Província Maria Mãe dos Migrantes participará Irmã Zenaide Ziliotto, que articulou no início da preparação ao Congresso, ajudou a equipe de Pastoral da mobilidade humana, que seguiu com a realização de diversos encontros regionais sobre o tema, mas este será o primeiro Congresso a unificar os esforços de uma pastoral, marcada por situações de migração forçada e de  violência contra migrantes.

sábado, 3 de maio de 2014

Dom Tomás Balduíno

A Província Maria Mãe dos Migrantes, a Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo Scalabrinianas participa do falecimento de Dom Tomás Balduino, aos 91 anos, bispo emérito da cidade de Goiás (GO) e fundadora da Comissão Pastoral da Terra, frade dominicano. Dom Tomás lutou em sua vida pela defesa dos direitos dos pobres da terra, dos indígenas, das demais comunidades tradicionais, e por justiça social.Para nós as Irmãs missionárias Scalabrinianas foi um marco de expansão do Carisma em favor dos migrantes e dos sem terra.  Em fevereiro de 1971, Dom Tomás Balduino, bispo da diocese de Goiás-GO, solicitou das Superioras Provinciais das províncias Imaculada Conceição, Irmã Mafalda Seganfredo e da Província Cristo Rei então a Irmã Ester Chini, o envio de Irmãs da Congregação Missionárias Scalabrinianas para exercerem a missão de presença e de organização e evangelização dos migrantes nesta realidade do Centro oeste, o grupo se fortaleceu com novas vocações e ampliou sua tenda para a região centro-oeste norte.Em comunhão e preces suplicamos que o Senhor o acolha com seu Amor e sua infinita bondade, aquele que na terra o serviu com bondade e dignidade.
Caminhemos seguras porque sabemos que temos um intercessor junto de Deus, olhando para nós e nossas necessidade nas lutas por um mundo de mais justiça e fraternidade com o povo de Deus.
Em unidade de preces, Irmãs da Província Maria Mãe dos Migrantes.
 Irmã Glória Dal Pozzo, mscs - Superiora Provincial.
Irmãs Rosane costa Rosa, mscs – Conselheira e Ecônoma provincial.
Irmã Rosa Maria Zanchin, mscs- Conselheira e Secretária provincial.
Irmã Ana Maria Delazeri,mscs- Conselheira e coordenadora do Apostolado

domingo, 27 de abril de 2014

Rumo à beatificação madre Assunta Marchetti

Reunião participantes da Romaria  na
Comunidade Maria Mãe dos Migrantes.
Irmãs das Comunidades de Várzea Grande: Organizam uma ROMARIA PARA SÃO  PAULO E APARECIDA DO NORTE - DIAS  25 E 26 DE OUTUBRO DE 2014 para Celebração da Beatificação de Madre Assunta Marchetti S. Paulo e  Peregrinação com Celebração Eucarística  no Santuário de Nossa Senhora Aparecida em Aparecida do Norte,
Beatificação de Madre Assunta: A celebração do rito de Beatificação da Venerável Madre Assunta Marchetti, se realizará no dia 25 de outubro, às 10 horas, na Catedral da Sé- São Paulo-SP-Brasil.
Encontro dos LMS em oração e preparação
a Beatificação com.Madre Assunta/CESPAM.
As quatro primeiras Irmãs da congregação fundada em 25 de outubro de 1895, ao receberem os Votos Religiosos pelas mãos do fundador, Dom João Batista Scalabrini, partiram para o Brasil. Entre elas estava Madre Assunta Marchetti a quem se deve a preservação e florescimento do Carisma inicial da Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo-Scalabrinianas. Este é o motivo pelo qual a Consideramos Co-fundadora do Instituto, juntamente com seu Irmão Padre José. Marchetti.

A congregação das Irmãs Missionárias Scalabrinianas se encontra hoje presente em 27 países, como presença e sinal do amor de Deus entre os Irmãos e Irmãs Migrantes.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Celebrar o Dom de Deus

Irmãs da Comunidade Madre Assunta
As Irmãs Scalabrinianas das comunidades religiosas de Várzea Grande,MT,reuniram-se para celebrar  e comemorar em clima de oração e confraternização, “abrir a alma para expandir a gratidão que nela habita…” pelos motivos:  festa de aniversário da Irmã Maria de Ramos Guimarães e  Envio de Irmã Maria Tonello ao curso de formação permanente  Congregacional  de 17 de abril a 02 de junho/2014- Itália.
celebração de Envio  a Ir.Maria Tonello
 O amor de Deus se revela no cotidiano, nas pequenas coisas, no silêncio e na simplicidade.  Com o salmista que reza: “Eu te agradeço por tão grande prodígio e me maravilho com Tuas maravilhas”  (Sl.138) Assim rezamos  em ação de graças por estas Irmãs, que  vivenciam os momentos diferentes  mas de plenas graças e bênçãos em suas vidas. Rogamos que o Cristo, “pela sua  Ressurreição as abençoe e conserve sempre fieis ao seu Amor ».





segunda-feira, 14 de abril de 2014

DEUS LIBERTA E MOSTRA O CAMINHO

A Igreja é solidária com as pessoas traficadas. Comprometida com a evolução da consciência universal sobre o valor da dignidade humana e dos direitos fundamentais, quer contribuir no combate pela erradicação deste crime. Diante da grandeza de sermos filhos e filhas de Deus é inaceitável que a pessoa seja objeto de exploração ou de compra e venda. É um ato de injustiça e de violência que clama aos céus. É uma negação radical do projeto de Deus para a humanidade.
" Este dia será para vós um memorial em honra do Senhor,que haveis de celebrar por todas as Gerações, como Instituição perpétua" ( Ex.12.14)

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Em caminho e Missão!


Irmãs, Jesus é caminho! Durante cinco semanas da Quaresma, preparamos nossos corações pela oração pela penitencia e caridade. O caminho se faz  caminhando. Ao vir para a terra, Jesus para se fazer igual a nós, havia se esvaziado da condição divina.
A missão é um esvaziar-se de si, refere-se à tarefa que Deus delegou a Cristo. O desafio de conquistar a Pátria para Cristo é para quem tem coragem de oferecer a sua vida, como oferta de amor, a fim de que outros o recebam. A comunidade Maria Mãe dos Migrantes, com todas as irmãs missionárias Scalabrinianas  que  marcam presença  em Várzea Grande MT, na celebração eucarística de  hoje (09 de abril) enviaram  a IRMÂ ZENAIDE ZILIOTTO, para a comunidade Missionária Scalabriniana de Manaus- Amazonas.


quarta-feira, 12 de março de 2014

COMIGRAR: CONFERENCIAS NO bRASIL E MOBILIDADE HUMANA INTERNACIONAL

A Conferência Nacional sobre Migrações e refúgio(1ª COMIGRAR) é um processo propostos pelos Ministérios da Justiça, das Relações exteriores e do trabalho e Emprego,[órgãos do Governo Federal diretamente envolvidos com as políticas brasileiras voltadas ás pessoas migrantes.  Essa proposta é realizada a partir do protagonismo da sociedade, especialmente movimentos d emigrantes, entidades da sociedade civil e comunidades de imigrantes instalados no Brasil.
Irmãs Scalabrinianas e  todos os núcleos, todos os envolvidos com a Pastoral dos Migrantes  o SPM, e  trabalhos  onde os fluxos migratórios são  expressivos visando a construção e o reconhecimento de direitos, a incorporação  da realidade migratória à rotina dos diversos serviços públicos em todos os níveis, bem como, a criação de mecanismos para prevenir e abordar graves violações de direitos  da pessoa migrante e outros..
Vejamos que em Goiânia  acontece neste dia 13 de Março de 2014. No estado de Mato Grosso em Cuiabá a Conferencia  se realizará nos dias  27 e 28 de março, na UFMT.
E  na Sua cidade quando vai acontecer?

Participe  dos debates.  Seja um(a) protagonista, a fim de olhar para o outro  nosso irmão Migrante- Imigrante e Refugiado.